• ABEMMI

Portugal retoma pedido de vistos para viagens de brasileiros



Os escritórios brasileiros da empresa que recebe os pedidos de vistos para viagens a Portugal retomaram as operações. Os serviços recomeçam em um momento crucial para os estudantes que se candidataram às universidades portuguesas após a nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

A decisão acontece após Portugal liberar, há uma semana, os voos comerciais e de caráter essencial com o Brasil, como viagens para estudo, trabalho, reunião familiar, motivo humanitário ou de saúde. O turismo segue proibido. Os viajantes têm que cumprir quarentena de 14 dias.

Portugal encerra suspensão de voos para o Brasil, mas restrições continuam em vigor

A retomada dos serviços está parcialmente condicionada às restrições para conter a pandemia de Covid-19 em cada estado. No Rio de Janeiro, a recepção de documentos e do passaporte para os vistos de viagens essenciais é aceita por correio, informou a VFS Global em comunicado.

O mesmo acontece em Nova Lima, Salvador e Brasília, mas no Distrito Federal está liberado o agendamento para atendimento presencial, com poucas vagas disponíveis.

Apenas em São Paulo os serviços estão totalmente paralisados até novo aviso.

Expectativa pela nota do Enem dispara busca por universidades de Portugal

A VFS alerta que, após protocolar o pedido, a documentação é encaminhada para verificação do consulado e dos órgãos portugueses responsáveis pelas análises dos vistos. O prazo médio para conclusão do processo pode levar 60 dias.

Este intervalo causa apreensão nos brasileiros candidatos ao próximo ano letivo em Portugal, que começa em setembro.

As notas do Enem foram divulgadas dia 29 de março e aumentaram a procura de brasileiros pelas instituições portuguesas nesta primeira fase de inscrições.

Em entrevista exclusiva, presidente de Portugal defende livros para combater desigualdade

Algumas instituições divulgarão o resultado das candidaturas da primeira fase na próxima segunda-feira, dia 26. E as matrículas e inscrições se estenderão pelo mês de maio. Só após o recebimento da documentação das universidades os alunos podem dar entrada no visto.

Para evitar possíveis problemas, as universidades têm a alternativa de iniciar o ano letivo com aulas pela internet.

-A reitoria da Universidade Nova de Lisboa está em contato com o Ministério dos Negócios Estrangeiros e sabemos que há vontade de que as coisas acelerem ainda mais com os alunos matriculados. Mas temos a salvaguarda do Estatuto Especial do Estudante Internacional para aqueles sem capacidade comprovada de deslocamento. E poderemos fazer avaliações pela internet - disse Ricardo Jardim Gonçalves, subdiretor para a internacionalização da Nova.

Portugal busca mão de obra brasileira para explosão de serviços digitais na pandemia

Em 2020, houve atrasos na análise e emissão dos vistos, além de problemas na comunicação com a empresa. Uma lista com pedido de urgência para os alunos matriculados foi enviada ao governo. Houve desistências devido à indefinição.

1 visualização0 comentário